terça-feira, 15 de julho de 2008

Minas é destaque em ofensiva da Embratur nos Estados Unidos

A terceira fase da campanha publicitária ‘Brasil Vire Fã’, que teve início semana passada no mercado norte-americano, traz como novidades peças produzidas exclusivamente para o público afrodescendente e para TV, com veiculação na rede CNN

Os Estados Unidos são alvo de nova ofensiva de promoção turística do Brasil, que busca atrair mais turistas norte-americanos para o País. Desde a semana passada, uma campanha publicitária promovida pelo Ministério do Turismo, por meio da Embratur, divulga os destinos turísticos brasileiros em três cidades norte-americanas: Nova York, Miami e Los Angeles. As peças estão estampadas em ônibus, painéis em aeroportos, metrô, paradas de ônibus e outdoors. A campanha engloba também a mídia impressa de alcance nacional, como revistas de viagens e interesse geral e a rede de TV CNN, que veicula inserções até o final de agosto. Além de Ouro Preto (MG), outros destinos também estrelam a campanha, como Natal (RN), Porto de Galinhas e Fernando de Noronha (PE), Rio de Janeiro (RJ), Lagoinha (CE), Pantanal (MT e MS), Lençóis Maranhenses (MA), Serra da Capivara (PI), São Miguel (AL), Salvador (BA), Praia do Rosa (SC), Foz do Iguaçu (PR) e Amazonas (AM).
O objetivo é atrair cada vez mais o público norte-americano, um dos que mais viajam em todo o mundo e que tem um alto gasto médio diário (U$ 138,8 per capita, segundo o estuda da Demanda Turística Internacional 2006). Com um investimento total de 3,48 milhões de reais, a campanha se estende até o final de agosto. Em setembro, a Embratur lança nova campanha, de alcance mundial.
Para a presidente da Embratur, Jeanine Pires, com o novo acordo bilateral entre Brasil e Estados Unidos, que deverá ampliar em quase 50% o número de vôos entre os dois países, o fluxo de norte-americanos pode ganhar fôlego: “A campanha publicitária permite grande exposição do Brasil, em um momento em que a acessibilidade melhora bastante, com os novos vôos”.
Público afro
Pela primeira vez, o público afrodescendente norte-americano é alvo de uma ofensiva dirigida do Brasil. Bahia, junto com o Rio de Janeiro, são os destinos destacados, por despertar maior atração para o segmento. As peças já estão sendo veiculadas desde a semana passada na mídia com programação voltada para esse público, como a revista Giant e a rede TV One, com alcance nacional. “Nosso objetivo é atrair os turistas afro-americanos, que são, nos Estados Unidos, um segmento organizado e com alto poder de consumo”, afirma Jeanine Pires.
Segundo pesquisa realizada pelo Census and National Center for Educational Statistic em 2004, a população afro-americana cresceu 35% desde 1990, enquanto o seu poder de consumo aumentou 222% - dados que foram acompanhados por uma significativa evolução da escolaridade e ocupação de cargos de gerência.
Mercado norte-americano - Os Estados Unidos são o segundo país emissor de turistas para o Brasil (atrás apenas da Argentina): em 2007 o país recebeu quase 700 mil turistas americanos. De acordo com o Estudo da Demanda Turística Internacional (2006), 34,3% deles visitaram o Brasil para fazer negócios ou participar de congressos e convenções; 34,8% vieram encontrar familiares e amigos e 26,7% vieram a lazer.
Levantamento realizado pela Embratur mostra que os destinos mais procurados pelos turistas norte-americanos são Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Foz do Iguaçu e Manaus. A Embratur possui dois Escritórios Brasileiros de Turismo nos Estados Unidos: um em Nova York e outro em Los Angeles.

Assessoria de Comunicação da EMBRATUR
ascom@embratur.gov.br
15/07/2008

Farol Comunitário TV Web