segunda-feira, 14 de julho de 2008

Olimpíada do Conhecimento revela os melhores alunos do ensino profissional do Brasil

Uma mostra da competência, tecnologia e modernidade. Assim podem ser definidos os quatro dias de competição do maior torneio de educação profissional do país, a Olimpíada do Conhecimento.

Em 2008, as provas foram distribuídas pelos três estados da Região Sul. Na etapa de Porto Alegre (RS), a segunda da competição, que será realizada de 24 a 27 de julho, os melhores alunos de nível técnico do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) concorrerão em 20 modalidades, entre elas telecomunicação, eletrônica industrial e joalheria.

Na capital gaúcha, serão 200 alunos em busca de medalhas. Pela primeira vez na história da Olimpíada, haverá competição em ocupações da área comercial. As provas serão disputadas por alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) nas ocupações de cabeleireiro, cozinha e serviço de restaurante.

"O Senac participa com muita satisfação da Olimpíada do Conhecimento. Tão importante quanto dar visibilidade ao nosso trabalho e ao talento dos nossos alunos é estar ao lado do SENAI, que contribui com a nossa tradição na realização de concursos para o sucesso do maior evento da educação profissional das Américas", afirma o diretor-geral do Senac, Sydnei Cunha.

Durante o torneio nacional, os alunos são desafiados a interpretar e resolver situações semelhantes às que enfrentariam no ambiente real de trabalho. “Serão quatro dias de provas, separadas em três fases: planejamento, execução e produto”, explica o gerente de Olimpíadas e Concursos do SENAI Nacional, José Luis Gonçalves Leitão.

TECNOLOGIA
Os participantes da Olimpíada usam ferramentas e máquinas de última geração. São robôs, softwares e outros equipamentos que mostram a excelência da formação oferecida pelo SENAI, a maior rede privada de educação profissional do Brasil.
A prova de robótica móvel é estreante na competição e a única modalidade que será disputada nos três estados. Em Porto Alegre, as provas são de caráter classificatório, e concorrem seis alunos dos estados de Santa Catarina, Espírito Santo e Bahia. Entre os desafios propostos aos competidores está o desenvolvimento e a montagem mecânica e elétrica e a programação do robô, batizado de Robotino. A máquina foi cedida à Olimpíada pela empresa de automação Festo.

Trata-se de uma tecnologia que está no mercado europeu há um ano e meio. A modalidade foi apresentada, em uma prova demonstrativa na maior competição internacional de educação profissional, o WorldSkills, realizado em novembro de 2007 em Shizuoka, no Japão. No torneio do ano que vem, em Calgary, no Canadá, a robótica móvel será uma das ocupações oficiais.

Para marcenaria, por exemplo, modalidade que será disputada na terceira etapa da competição, em Curitiba, de 13 a 16 de agosto, foram cedidas máquinas da empresa alemã Ferramak, uma das patrocinadoras da competição. “Oferecemos tecnologias de ponta, muitas vindas do exterior, para os cursos do SENAI”, afirma Markus Ziel, diretor da empresa.

Ele explica que a indústria investe no ensino técnico brasileiro porque o modelo de educação similar ao do SENAI dá certo há muito tempo na Alemanha. “Apoiamos as iniciativas do SENAI, que oferecem ao estudante a possibilidade da formação técnica”, diz o executivo.

Segundo o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, o Brasil construiu uma indústria de classe mundial porque a iniciativa privada patrocina a qualificação de seus trabalhadores. “Precisamos estar sempre em sintonia com as novas demandas que surgem na indústria e no mercado de trabalho”, avalia.

Os competidores da etapa nacional da Olimpíada do Conhecimento foram selecionados em torneios estaduais e provaram que dominam as habilidades técnicas da profissão, conhecem as novas tecnologias e têm as qualidades pessoais exigidas pelo mercado de trabalho.

A primeira parte da competição foi realizada em Blumenau (SC). As provas de web design, confeitaria e instalação e manutenção de redes PC, entre outras, foram disputadas por 183 alunos. São Paulo levou nove medalhas de ouro das 15 modalidades dessa etapa. Também ficaram com ouro as equipes do Distrito Federal, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Participam da competição deste ano 553 estudantes de cursos técnicos do SENAI no país.

Os vencedores em Blumenau, Porto Alegre e Curitiba concorrerão às vagas da equipe do SENAI que representará o Brasil no WorldSkills, no Canadá. No ano passado, em Shizuoka, o Brasil ficou em segundo lugar. Na competição com representantes de 48 países, a pontuação obtida pelos brasileiros só foi inferior à dos estudantes da Coréia do Sul e ficou à frente dos concorrentes da Suíça, Cingapura, Austrália e Japão. O desempenho em terras japonesas confirmou a excelência da formação profissional oferecida nas escolas do SENAI.

A Olimpíada do Conhecimento foi criada em 2001, como sucessora do Torneio Nacional de Formação Profissional, para avaliar o ensino técnico do SENAI. Além dos 553 competidores, o torneio terá a participação de mais de 2 mil pessoas em programações paralelas e a visita de 80 mil alunos da educação básica de escolas públicas e privadas.

Mais informações podem ser obtidas no site da Olimpíada do Conhecimento
http://www.senai.br/olimpiada

Unicom - Unidade de Comunicação Social
Sistema Indústria (CNI SESI SENAI IEL)
imprensa@cni.org.br

Farol Comunitário TV Web