domingo, 20 de julho de 2008

Uberaba atinge saldo de 784 empregos em junho

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados no mês de junho apontam um saldo de 784 novos empregos para Uberaba. O município aparece à frente de algumas cidades, entre elas Araxá e Ituiutaba, com saldo de 266 e 502, respectivamente.

O saldo de empregos é calculado pela diferença dos números de admissão e de desligamentos. A média mensal de postos de trabalho apresenta um crescimento de 578,32% em comparação a 2007. No ano passado, de janeiro a dezembro, a média por mês de postos de trabalho era de 54,9. Em 2008, até o mês de maio, essa média subiu para 317,5 postos de trabalho.

Considerando que deste total de 317,5 vagas média por mês criadas até junho de 2008 com carteira assinada, ainda há o acréscimo estimado de aproximadamente 35% a mais de informais, gerando mais de 111,13 vagas ao mês, o que resulta um total de 428,63 cidadãos uberabenses empregados mensalmente este ano.

Segundo o subsecretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Edson Tito Mota, em dezembro de 2007, com a crise americana e a volta da inflação, o número de demitidos surpreendeu e superou o número de admitidos. Foram 924 pessoas demitidas em Uberaba. Em 2008 estas pessoas foram recontratadas gerando o saldo positivo logo no começo do ano.

"E para o próximo semestre a geração de emprego estará ainda mais aquecida, devido à implantação de novas empresas e aos projetos desenvolvidos dentro das pequenas, médias e grandes empresas da cidade", explica o subsecretário.

Desde o início do atual governo (2005) até o mês de junho de 2008, a média de postos de trabalho atingiu o número de 6.186 empregos, sendo 1.767,43 a média anual, enquanto os governos anteriores (janeiro/97 a dezembro/2004) conseguiram gerar média de apenas 177,4 por ano. Considerando o item geração de emprego, o atual governo gerou 996,3% a mais de vagas que os anteriores.

De acordo com Edson Tito Mota, a cada emprego gerado pelas gestões anteriores, a atual gera quase 10. Dentre os setores de atividades econômicas apresentadas no balanço do Caged estão a Extrativa Mineral, Indústria de Transformação, Serviço Industrial de Utilidade Pública, Construção Civil, comércio, serviços, Administração Pública e agropecuária. Para o subsecretário a construção civil é a que mais vem crescendo.

Prefeitura Municipal de Uberaba
Márcio Gennari
Diretor de Comunicação

Farol Comunitário TV Web