sexta-feira, 30 de maio de 2008

Imprensa Oficial publica a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil

A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil – encomendada pelo Instituto Pró-Livro, com apoio das entidades do livro (CBL, Snel e Abrelivros) –, será publicada pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo para lançamento na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece de 14 a 24 de agosto.

O estudo foi apresentado em Brasília na quarta-feira, dia 28. “Os dados apresentados pela pesquisa traçam o mais completo perfil do leitor brasileiro, o que faz dela uma ferramenta de fundamental importância para nortear a formulação de políticas públicas visando a formação de leitores e a democratização do livro. Além disso, é uma referência para todos os segmentos do mercado editorial”, afirma Hubert Alquéres, diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo.

Segundo o estudo, o brasileiro está lendo mais.

95 milhões de pessoas (55% da população) declararam ter lido ao menos um livro nos três últimos meses. Se forem incluídas as pessoas que disseram ter lido ao menos um livro no ano que passou, o total sobe para 100 milhões de leitores. A média de leitura do país é de 4,7 livros por habitante/ano. Dessa média, 3,4 livros por habitante/ano foram indicados pela escola, freqüentada por 60 milhões de pessoas de todas as idades. E 1,3 livros per capita foram lidos fora da escola.

Por outro lado, 77 milhões de brasileiros não leram livro algum nos últimos três meses e formam o conjunto dos não-leitores do Brasil. Nesse universo estão incluídas as pessoas que não sabe ler e escrever, boa parte dos mais pobres e dos que têm baixa escolaridade. A existência desse enorme contingente indica que é imprescindível ampliar e intensificar as políticas públicas capazes de difundir a prática da leitura e o acesso ao livro.

A nova edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil é o maior estudo já realizado no país sobre o comportamento do leitor brasileiro, abrangendo um universo de 172 milhões de brasileiros (92% da população). Ela revela a percepção da leitura no imaginário coletivo, o perfil do leitor e do não-leitor de livros, as preferências e motivações dos leitores, e os canais e formas de acesso ao livro.

Foi aplicada no final de 2007 pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope Inteligência), sob coordenação do Observatório do Livro e da Leitura. Foram entrevistadas 5 mil pessoas em 311 municípios de todas as regiões do país.

Ivani Cardoso/Alexandre Agabiti
Lu Fernandes Escritório de Comunicação

Farol Comunitário TV Web